Diálogo virtual do CB27

13 de Maio de 2020 à 13 de Maio de 2020
Virtual

O Fórum CB27 realizou, no dia 13/05, um webinar em que foi discutida a geração de empregos verdes como solução para a retomada econômica pós-pandemia da Covid-19.

O encontro virtual reuniu secretários de meio ambiente (ou representantes da secretaria) de 23 capitais brasileiras, que tiveram a oportunidade de dialogar com Terry Tamminen, ex-secretário do Meio Ambiente da Califórnia (EUA). Em 2008, o jornal The Guardian colocou Tamminen no primeiro lugar em uma lista de 50 pessoas que poderiam salvar o planeta.

Para Bernardo Egas, secretário municipal do Meio Ambiente do Rio de Janeiro e coordenador nacional do CB27, as cidades que participam do Fórum estão muito empenhadas para colocarem em ação projetos como o Bandeira Verde. “Os gestores ambientais terão a função de mostrar um caminho positivo para a retomada pós-crise”, avalia.

O projeto Bandeira Verde propõe a criação de uma rede de troca de sementes de espécies ameaçadas de forma a garantir a conservação da flora brasileira ameaçada de extinção, o seu uso sustentável e a repartição dos benefícios decorrentes do uso de recursos energéticos.

Germano Vieira, secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais e presidente da Abema (Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente), acredita que a recuperação econômica pode se converter em maior demanda de ofertas e serviços ambientais. “Temos conseguido muitos avanços em algumas unidades federativas, garantindo sucesso e êxito de nossas soluções.” Para ele, a conversa com Tamminen configura uma oportunidade de compartilhar os desafios em comum na construção de soluções convergentes, que gerem maior eficiência e segurança em sua aplicação.

A aproximação do CB27 com a R20 (Regions of Climate Action), entidade fundada em 2011 pelo governo da Califórnia, da qual Tamminen é um dos diretores, foi valorizada por Rodrigo Perpétuo, secretário executivo do ICLEI América do Sul. A R20 tem como objetivo promover a economia verde para contribuir com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). “Enxergamos a importância de promover a harmonia entre as áreas verdes urbanas para a saúde da cidade. É com esse espírito de troca e intercâmbio de experiências que o CB27 quer caminhar junto com outras organizações. Esse é o melhor antídoto para momentos de crise como o que atravessamos atualmente.”

Eficiência aquática

Logo de início, Terry Tamminen teceu comentários sobre a lista das 50 pessoas que poderiam salvar o planeta, que encabeçou em 2008. “Se sou de fato uma delas, não estou fazendo um bom trabalho até o momento”, brincou. Revendo o contexto histórico daquele momento, porém, fica fácil entender porque ele foi um dos escolhidos: a Califórnia, da qual era secretário de Meio Ambiente, foi um dos estados americanos que melhor se recuperou dos impactos da crise financeira e econômica de 2008. Como? “Atraindo investimentos em comunidades sustentáveis, fortalecendo os ecossistemas e buscando soluções para o uso da água e da terra”, apontou Tamminen.

Ele usou o exemplo do distrito de Sun Valley, ao norte de Los Angeles, local que costumava alagar na temporada de chuvas. Inicialmente, a prefeitura montou um sistema de captação das águas pluviais que desaguava diretamente no oceano Pacífico, levando junto toda a sujeira da cidade. Mais tarde, a solução foi reformulada, criando bancos para armazenamento da água pluvial no subsolo de um parque. Deu tão certo que a cidade passou a vender o excesso de água para os municípios vizinhos. “A lição é que podemos ter sucesso não remodelando as comunidades, mas remodelando nossos pensamentos”, avaliou.

Em sua visão, a eficiência aquática é uma grande oportunidade para estimular o emprego local e tornar mais eficiente o sistema de água. “O Brasil, assim como a Califórnia, tem ciclos de muita e pouca água. A infraestrutura de eficiência aquática nem sempre tem um retorno imediato, mas os benefícios certamente virão no futuro. A qualidade da água é um fator muito importante também para a área de saúde”.

Resíduos

Ao pontuar que os recursos da Terra são limitados, Tamminen citou o que considera um ponto-chave para um planeta sustentável: eliminar o desperdício em todas as esferas da vida. E, nesse âmbito, a discussão sobre o destino de resíduos sólidos é fundamental.

Ao analisarem com mais eficácia o volume dos resíduos, as cidades perceberão que ele pode ser uma nova matéria prima para a indústria e geração de empregos, utilizando soluções tecnológicas produtivas. “A tecnologia moderna pode converter até 90% dos resíduos em mercadorias que podem voltar ao comércio”, afirmou. “Podemos imaginar um mundo sem resíduo? Sim! Devemos criar muitos empregos locais na indústria de reciclagem de resíduos. É preciso que essa ideia seja atrativa para os governos locais.”

Cenário pós-pandemia

O ex-secretário do Meio Ambiente da Califórnia acredita que, passada a emergência gerada pela pandemia da Covid-19, a sociedade terá uma nova abordagem em relação à natureza. “Os céus e as águas estão mais limpos. A natureza está revivendo em todo o mundo. Essas mudanças estão sendo analisados gradualmente, mas se nossas soluções forem precipitadas não teremos bons resultados. A verdade é que o mundo pode ser mais limpo e ninguém vai querer regressar a situação anterior. Trata-se de uma grande oportunidade para termos a opinião pública conosco.”

Em sua visão, os governos devem traçar estratégias e criar incentivos para a consolidação de uma economia verde. Citou exemplos, como o incentivo para pessoas instalarem painéis solares nos telhados e um benefício estatal para cidadãos que queiram trocar de geladeira, gerando não apenas o aumento das vendas como também um crescimento da eficiência energética.

Por outro lado, Tamminen critica a forma como os governos federais não têm levado em conta a parceria com os governos locais na criação de soluções diante da crise. “As cidades entre si devem buscar um trabalho de cooperação que eu penso ser muito benéfico. Temos que realizar mais interações como essa, compartilhando conhecimento e recursos essenciais, ver o que podemos fazer e aprender uns com os outros”, finalizou.

Encerramento

O encontro do Fórum CB27 ainda discutiu atividades para o ano de 2020 e os próximos passos da entidade, como a atualização do cadastro das unidades de conservação no Ministério do Meio Ambiente, o reforço na agenda das áreas verdes urbanas, a inclusão de ações na plataforma Cities With Nature e as ações pela biodiversidade nas capitais, entre outras. 

Novidades

<!--:pt-BR-->Notícias<!--:--><!--:en-->Notícias<!--:--><!--:de-->Nachrichten<!--:-->

Bandeira Verde – Capitais pela Biodiversidade

Projeto lançado no dia do Meio Ambiente cria uma rede de troca de sementes de espécies ameaçadas, garantindo a conservação da flora brasileira em risco de extinção

Fotos